Pesquisar este blog

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2008

Meia Noite

São Paulo - 12 de abril de 1911

11:00 PM

Tenório planeja a o assassinato de sua esposa, por tê-lo traído com o dono única loja de consertos dos raros aparelhos elétricos da época.

Heloísa que estava grávida e prestes a dar a luz, recolheu-se no seu quarto para dormir.
Tenório pegou um rádio que havia sido um presente do amante de sua esposa e para se vingar a mataria com o objeto.

Entrou lentamente no quarto, aproximou-se da cama ergueu o aparelho que estava em suas mão e atingiu a cabeça de Heloísa violentamente fazendo com que ela ainda atordoada saísse da cama implorando por ajuda.
Tenório a espancava cada vez mais.

O amante de Heloísa era vizinho e escutando os gritos correu para ajudar sua amada.

Arrombou a porta de entrada e seguiu para o quarto. Tenório escutou o barulho e preparou-se com uma faca e assim que Rogério, o amante, entrou no quarto foi surpreendido com golpes.

O relógio marca meia noite.
Heloísa e Rogério foram mortos por Tenório.

Tenório pega sua faca e o rádio com que agrediu sua esposa e foge.

O rádio foi jogado em um terreno baldio e com a faca ele se matou num parque no centro da cidade.




Dias após, um mendigo encontra o rádio jogado e com apenas alguns arranhões e leva para vender na loja do falecido Rogério, que agora estava sendo comandada por seu filho.


São Paulo - 20 de março de 2005

Tiago um garoto de 16 anos, tinha problemas com pesadelos e há várias noites sonhou com um rádio antigo. Desde então despertou o desejo de possuir algo igual aquele estranho objeto.
A mãe dele achou que tudo era loucura, já que um médico dizia que aqueles sonhos apenas eram frutos de sua obsessão por jogos de computador.

Tiago insistiu até que em um dia foi até uma loja de antiguidades e comprou um rádio cujo o vendedor havia dito que era de 1911 e pertencia à um antigo técnico que vivia na região.

O rádio foi levado para a casa de Tiago.

28 de março de 2005

Desde quando adquiriu o aparelho os pesadelos se foram e ele já havia achado uma utilidade para ele.
Inteligentemente ele consegui conectar o rádio ao seu computador através de inúmeras conexões.

Com o passar dos dias Tiago foi ficando estranho e parecia estar vivendo em uma outra realidade, já havia deixado de gostar de jogos e interessava-se apenas por internet.
Sua mãe não notava nada mais errado, imaginava que fosse apenas algum outro "vício" de seu filho.

Sem que sua mãe soubesse, Tiago entrava na internet todas as noites e sempre buscava por assuntos relacionados à mortes do passado.
Misteriosamente ao passar da meia noite, ele não tinha mais qualquer coisa a fazer e ia para sua cama dormir.

Vários dias se passaram e Tiago se interessava por assuntos relacionados aos seus antepassados. A mãe dele já estava achando estranho demais essas atitudes dele.

Numa noite que não estava com muito sono Tiago, sentiu um enorme desejo de ver algo sendo morto.
Seguiu para a cozinha armou-se com uma pequena fava e foi para o quintal, onde carinhosamente chamou por seu cachorro e deu-lhe inúmeros golpes no pescoço.
O pobre animal agonizava e a mãe de Tiago assustada correu para fora e encontrou seu filho lambendo o sangue do animal.

Rosa, a mãe de Tiago, entrou em estado de choque ao se deparar com aquela cena horrível, gritou tanto até que alguns visinhos pudessem escutar e corressem para dentro de sua casa.
Tiago permanecia calmo e ainda paralisado num canto com o sangue do cachorro em seu corpo.

Dias se passaram, Tiago tinha sido levado ao hospital psiquiátrico onde o médico recomendou que o garoto não saísse de casa por alguns meses até que ele pudesse estar recuperado do trauma que teve após matar o cachorro.

Com pena de seu filho, Rosa permitiu que ele entrasse na internet durante o dia.

Tiago sentia-se muito solitário e divertia-se todas as noites conversando no MSN com uma pessoa com o apelido de Isa.

Tiago e Isa começaram a se falar logo após ao incidente da morte do cachorro.

3 de abril de 2005
Rosa já deixava Tiago sair de casa para ir para lugares próximos à sua casa.

Tiago sempre ia à uma loja de eletrônicos comprar peças para seu rádio que ainda não captava nenhum sinal.

Rosa nem se preocupava mais com seu filho e os dois levavam uma vida normal como antes.

Demorou mas Tiago conseguiu comprar a última peça para seu antigo rádio e justamente nesta noite ele voltou a falar com Isa no MSN.

Por volta das 10 da noite o rádio ligou sozinho e começou a captar sons estranhos parecidos com pedidos de ajuda. Rosa entrou no quarto do filho e fez com que ele desligasse o aparelho.

O computador após esse dia começou a ter problemas, principalmente quando Tiago conversava com Isa.

8 de abril de 2005
Tiago já não desgrudava do computador para nada.
Rosa em um dia que seu filho estava na escola resolveu investigar o que seu filho fazia constantemente na internet.

Pesquisou os endereços e foi tendo uma surpresa assustadora ao ver que seu filho visitava sites com apologia Satânica e com fotos de assassinatos.

Descobriu a senha e entrou no MSN, imediatamente um rosto deformado aparece na tela e some rapidamente. Neste exato momento Isa começa a falar com Rosa., que apavorada desliga tudo.

Rosa pediu implicações à Tiago que por sua vez nem deu atenção.

10 de abril de 2005
Tiago passa 24 horas em frente ao computador e nem liga para as ordens de Rosa.

11 de abril de 2005
Duas horas da tarde e Tiago já começava a conversar com Isa.
Os dois pareciam armar um plano para a noite.

Exatamente às 10:30 da noite Tiago chama sua mãe para seu quarto e diz que vai explicar como tudo começou.

Neste momento o computador volta a ter interferências com rostos e o rádio ligou sozinho.

Rosa espanta-se mas permanece no quarto.

Mãe e filho conversaram por muito tempo.

Quando o relógio estava para marcar meia noite, Tiago segura o rádio em suas mãos e bate com toda força na cabeça de Rosa que grita de dor no chão.

Neste momento as luzes da casa se apagam e apenas o computador permanece ligado.

Uma luz muito forte vinha do monitor e uma voz ordenou que Tiago amarrasse sua mãe numa cadeira e logo após derramasse gostas de sangue em cima do rádio.

O garoto realizou o ritual e um som muito alto tomou conta da casa.

Um espírito se desprendeu do computador, foi em direção a Tiago e disse:"-Sou Heloísa, ou apenas Isa".

A mãe de Tiago ainda estava imóvel no chão quando Heloísa se aproximou deu uma risada e incorporou em Rosa.

Heloísa olhou para Tiago e disse:
-Nesta mesma casa há exatos 94 anos fui morta e o filho que estava em minha barriga sobreviveu. Essa criança cresceu, teve filhos e é seu bisavô.
- Fui morta pelo seu tataravô que pensava que meu filho era do vizinho, o qual nunca tive nenhum caso.
- Antes de morrer jurei que me vingaria de Tenório.
- Já matei sua mãe Tiago, agora ela irá sofrer tudo que eu sofri aprisionada em computadores e você irá passar a mesma dor que eu.

Tiago foi morto por Heloísa, do mesmo jeito como ela foi, com golpes do mesmo rádio que ela havia ganhado de Rogério em 1911.

Heloísa no corpo de Rosa saiu caminhando calmamente com o rádio em suas mãos até chegar em um antigo cemitério onde o corpo de Tenório estava e disse em voz alta:
- Que sua alma queime no inferno, porque minha vingança está concluída.

Heloísa deixou o rádio em cima do túmulo e desapareceu.


No dia seguinte o coveiro encontrou o rádio e pensando ser brincadeira de alguém o levou até uma loja de antiguidades e vendeu o aparelho.

Na loja, todos juram que aquele rádio tem o poder de amaldiçoar quem o possui e outro juram que já ouviram pedidos de ajuda vindos dele.

2 comentários:

Helena disse...

Oh, God, a mulher ficou 94
anos só pra se vingar. ._.

722890 disse...

é o poder da vingança o_o'

 
© 2007 Template feito por Templates para Voc�